Em dezembro de 1989, as forças rebeldes em Manila, Filipinas, tentou derrubar o presidente filipino Corazon Aquino. Durante uma semana de confrontos entre forças governamentais e rebeldes em Manila, o templo d’A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias ficou numa área onde haveria possíveis confrontos.

Elder Oaks, na revista Ensign de 2001 vonta que por volta das 15 horas do sábado, 2 de dezembro, os soldados rebeldes arrombaram o portão do templo e ocuparam o terreno do templo trocando tiros com as forças do governo em uma instalação militar nas proximidades chamada Acampamento Aguinaldo.

No domingo, 3 de dezembro, as forças do governo estavam se concentrando para expulsar os rebeldes do recinto do templo de Manila Filipinas e o Presidente Floyd H. Hogan procurou o comandante das forças do governo para terem cautela. Ele foi informado de que as forças do governo estavam planejando atacar as forças rebeldes no templo, às 23 horas, com veículos blindados, morteiros pesados ​​e 150 soldados. Grandes danos às instalações do templo eram já esperados.

Isto foi comunicado imediatamente para os Élder Oaks por Elder Cannon um membro dos Setenta, que era então presidente da Área na região.

Élder Oaks disse: “Às 8 horas da manhã, 03 de dezembro, [1989] apenas 30 minutos depois que eu recebi esse alarmante relato de Manila, a Primeira Presidência e o Quórum dos Doze curvaram-se em oração e suplicaram ao Senhor para intervir e proteger sua casa. Élder Marvin J. Ashton fez a oração na ocasião. Quando estavam orando era 11 horas da noite de domingo em Manila, a hora exata marcada para o ataque”.

O ataque nunca ocorreu. “Vinte minutos após a nossa oração, o Presidente Cannon telefonou para a sede da Igreja informando que o comandante militar tinha decidido de forma inesperada interromper o ataque noturno. Na manhã seguinte o presidente Hogan telefonou para dizer que os rebeldes tinham se dissipado durante a noite. Eu escrevi no meu diário: ‘Eu considero isso um milagre da intervenção divina não menos impressionante do que muitos registados nas escrituras sagradas'”, contou Elder Oaks.

Mórmon 9:19 diz: “E se foram feitos naquele tempo, por que deixou Deus de ser um Deus de milagres, sendo contudo um Ser imutável? E eis que vos digo que ele não muda; se mudasse, deixaria de ser Deus; e não deixa de ser Deus e é um Deus de milagres”.

O guia de estudo das escrituras define um milagre como “Um milagre é um acontecimento extraordinário produzido pelo poder de Deus. Os milagres são um aspecto importante da obra de Jesus Cristo. Incluem curas, restituição da vida aos mortos e ressurreição. Os milagres fazem parte do evangelho de Jesus Cristo. É necessário ter fé para que eles se manifestem.”

O profeta Alma explicou por que a fé é necessária para ocorrer milagres, relatando o funcionamento da Liahona. “E funcionava para eles segundo a fé que tinham em Deus; portanto, se tinham fé para acreditar que Deus poderia fazer com que aquelas agulhas lhes indicassem o caminho, eis que assim sucedia; portanto eles conseguiram esse milagre, assim como muitos outros milagres realizados pelo poder de Deus, dia após dia.”(Alma 37:40).

Ao considerar como ocorrem milagres, temos de considerar o poder de Deus ou o poder do sacerdócio. Nas escrituras, na história da Igreja e na vida dos santos dos últimos dias, não precisamos ir muito longe para a existência de milagres realizados pelo sacerdócio. Élder Oaks explicou que os milagres acontecem por meio do sacerdócio conforme escritos em Mosias 8:18 “Assim, Deus providenciou um meio para que o homem, pela fé, pudesse operar grandes milagres; portanto ele se torna um grande benefício para seus semelhantes.”

Presidente Thomas S. Monson disse: “Milagres acontecem a toda hora quando os chamados do sacerdócio são magnificados. Quando a fé substitui a dúvida, quando o serviço abnegado elimina o egoísmo cruel, o poder de Deus faz atingir Seus propósitos.”(maio de 2006 Liahona, “Nosso Sagrado Voto de Confiança do Sacerdócio”).

Mas é bom sempre lembrar que nem sempre uma cura milagrosa, uma visitação celeste ou uma divina intervenção contém os blocos de construção da conversão. A Enciclopédia do Mormonismo afirma: “A conversão é um processo, não um evento. Conversão vem como resultado dos esforços justos para seguir o Salvador. Esses esforços incluem exercer fé em Jesus Cristo, arrepender-se do pecado, ser batizados, receber o dom do Espírito Santo e de perseverar até o fim.”

Como santos dos últimos dias nós escolhemos acreditar. Acreditamos em um Deus misericordioso e amoroso que está pronto para nos abençoar em tempos de necessidade de acordo com a Sua vontade. Ele quer nos abençoar e é limitado apenas pela nossa falta de fé.

Presidente Thomas S. Monson, em um discurso da conferência geral de outubro de 2000, disse: “A fé precede o milagres. Sempre foi assim e sempre será. Não estava chovendo quando Noé foi ordenado a construir uma arca. Não havia nenhum carneiro à vista nos arbustos quando Abraão preparou para sacrificar seu filho Isaac. Dois personagens celestiais ainda não tinham sido vistos quando Joseph se ajoelhou e orou. Primeiro veio o teste da fé – e então o milagre. Lembre-se de que a fé e a dúvida não podem coexistir na mesma mente ao mesmo tempo, porque uma afasta a outra. Expulse a dúvida. Cultive a fé”.

Murilo Vicente L. Ribeiro
Siga-me!

Murilo Vicente L. Ribeiro

Murilo Vicente Leite Ribeiro é blogueiro desde 2004. Tecnólogo na Área de Transito e Transportes, é graduando em Pedagogia e tem especialização em Direito Público e Privado. Criador do blog Murilovisck, ficou em segundo lugar no top blog Brasil 2012. Hoje tem uma parceria com o pro. Carlos Wizard Martins para direção do site OsMormons.com. Casado, tem dois filhos e trabalha na área de licitações públicas. É Presidente da Estaca Goiânia Brasil Sul.
Murilo Vicente L. Ribeiro
Siga-me!