Pode parecer óbvio abordar um tema como esse em um momento do ano emblemático em que as pessoas de diversas religiões estão todas pensando em trocar ovos de chocolate e doutrinar umas às outras sobre a renúncia a hábitos prejudiciais física e espiritualmente.

A Páscoa é realmente uma fase do ano que nos conduz à reflexão de uma forma bastante introspectiva. É um período para sentar no nosso próprio monte das oliveiras e orar sobre o que fizemos em nossas vidas, para pensar sobre como podemos nos tornar pessoas melhores e aprender com nossos erros. Não, esse não é o Natal, é a Páscoa.

Particularmente, fiquei tentada a compartilhar imagens do Salvador crucificado ou sofrendo por nossos erros para demonstrar que Ele esteve acima de todas essas coisas. Ele teve compaixão, compreensão e empatia por nós, mesmo quando cuspimos em seu rosto, pregamos suas mãos e pés e lhe demos vinagre para beber na hora de seu sofrimento.

Mas com certeza, não é assim que Ele gostaria que nós nos lembrássemos dEle. Ao terceiro dia, Ele ressuscitou e essa é a Páscoa. Essa data é sobre como Ele sujeitou a morte e voltou ainda para nos ver e falar-nos mais uma vez antes de voltar ao Pai. Cristo não é um Deus sofrido, humilhado e crucificado. Ele foi humilde mesmo estando acima de todas as coisas.

Sua ressurreição é uma dádiva que dá a todos nós o motivo para sermos eternamente gratos, uma vez que Ele venceu a morte e nós também podemos vencê-la acreditando em Seu sacrifício por toda a humanidade.

Com certeza, o Salvador deseja que, nesse período de Páscoa, estejamos felizes, que rejubilemos a Sua presença entre nós e que possamos superar nossos momentos difíceis para com Ele ressurgir. É o que acredito. Que possamos andar todas as milhas necessárias no caminho que Ele trilha conosco diariamente.

Que possamos refletir e fazer esse sacrifício ser válido em nossa vida. Que a Páscoa esteja acima dos ovos de chocolate, coelhinhos e mensagens compartilhadas nas redes sociais, que seja algo além do que dizemos que vamos fazer, além do discurso para os outros. Que a Páscoa nos conduza à compreensão e ao amor ao próximo, como Cristo ensinou.

Siga-me!

Elara Leite

Elara Leite é uma paulista que mora na Paraíba. É especialista em Assessoria de Comunicação e formada em Radialismo, Jornalismo e Relações Públicas. Atua junto a entidades sindicais, ONGs e movimentos sociais e como assessora na Associação de Deficientes e Familiares. Também atua como editora e repórter de revistas. É casada e tem uma filha.
Siga-me!