Em tempos de crise, como vivemos agora no Brasil, muitos perdem emprego, não têm dinheiro suficiente para pagar as contas, acabam ficando doentes, ou enfrentam desafio maiores ainda, como uma doença séria.

A primeira coisa que vem em nossa mente é que somos imprestáveis, ou incapazes de viver uma vida feliz e realizada.

Isso não é verdade, mesmo porque todos os que atingiram o sucesso em qualquer área, antes passaram por grandes desafios, fracassos e decepções.

Todos, nessa vida mortal, vão passar por provações que lhe “tirarão a pele”, mas não se deve desesperar – por mais escuro que seja o quadro.

Tem um site na internet que gostei bastante, que dá dicas para quando parece que tudo dá errado. Vejam em

http://vivamaisverde.com.br/2014/01/8-verdades-para-serem-lembradas-quando-tudo-parecer-dar-errado/

Além de tudo o que diz no artigo, não devemos esquecer que somos filhos de Deus, criados para sermos felizes. Também devemos lembrar que essa vida é uma “provação”, uma “escola” e um “teste”. De acordo com nosso merecimento em enfrentar tais desafios da vida, obteremos a merecida recompensa.

“A vida é para ser vivida, e não sofrida”, diz um ditado.

Tudo pode ser resolvido, no devido tempo, da maneira correta, desde que se tenha fé em si mesmo e no nosso Pai Celestial, e em Jesus Cristo, Aquele que sentiu todas as nossas dores e padeceu por todos os nossos pecados.

A fé é a chave.

“Oremos, como se tudo dependesse do Senhor,  e trabalharemos como se tudo dependesse de nós”.

Siga-me!

Luiz Polito

Luiz Polito serviu na Missão Brasil Rio de Janeiro (1978/80). É músico e microempresário. Proprietário de um Sebo Virtual, chamado Higino Cultural. E atualmente serve como Consultor de História da Família na Ala Bauru - Estaca Bauru.
Siga-me!