por WHITNEY MCGRUDER, traduzido por Eduardo Marcondes.

Já que muitas de vocês estão se preparando para servir uma missão, vocês devem estar preparadas para alguma forma de oposição. Na minha opinião, muito da oposição que eu enfrentei me fez sentir como se satanás estivesse tentando me assustar para não fazer um bom trabalho. Constantemente, aqueles medos tinham relação com o fato de ser uma mulher – qual o impacto terá? Eu estarei em segurança? Este é realmente o próximo passo que eu devo dar?

Vamos derrubar algumas das barreiras, falar sobre alguns mitos que o inimigo quer que você acredite, e vamos ver como as irmãs missionárias contribuem significativamente ao trabalho do Senhor simplesmente sendo mulheres honradas.

MITO No. 1: O Casamento é Sempre Mais Importante do que Sair em Missão

Vamos deixar uma coisa bem clara: uma missão não é sair para estudar no exterior, não é igual a férias. Não é um período para fugir das responsabilidades da vida. Não importa qual decisão você tome, a missão é um caminho, não é um desvio no caminho.

Para todas as intenções e todos os propósitos, eu quero me referir ao estigma que as mulheres sempre enfrentam de que, se você vai para uma missão, é porque você é solteira ou não quer se casar logo.

Meu marido e eu já sabíamos que queríamos nos casar antes da minha missão, mas sabíamos também que eu ainda queria muito servir uma missão. Você pode imaginar a confusão na minha ala quando eu anunciei que serviria em Berlin e que tinha toda a intenção de ir. Meu então namorado e eu escrevíamos cartas um para o outro e cá estamos juntos depois do nosso primeiro aniversário de casamento.

Quase todas as sísteres que eu conheci na minha missão tinham um namorado dando suporte para elas em casa. Então, servir uma missão não deveria dar a sensação de estar escolhendo entre ter um homem ou atender ao chamado. Nem toda irmã casou-se com o mesmo namorado, e nem toda irmã queria ter um namorado durante sua missão – mas nós estávamos todas determinadas a ainda servir uma missão e esperávamos ser mulheres melhores quando voltássemos para casa.

Mas quer saber? O casamento é importante. Um selamento no templo permite que você e seu esposo obtenham a mais alta glória celestial. Ser casado também é ridiculamente divertido. Entretanto, só porque você é uma mulher não significa que deveria ser uma decisão polar do tipo “uma coisa ou outra”. Eu valorizo meu marido ainda mais porque ele foi um dos maiores apoiadores da minha vontade de servir uma missão.

Assim como os élderes não sentem que estão se esquivando das obrigações da vida por servir uma missão, as sisters não deveriam sentir nem um pouco de “culpa” por seu desejo de servir.

Mito No. 2: Sisters Não São Tão Efetivas Quanto os Élders

Pergunte a qualquer presidente de missão – do passado ou do presente – e ele lhe dirá que isso é falso. Pergunte a missionários retornados que serviram como líderes de distrito ou líderes de zona e eles lhe dirão que sisters geralmente trabalham muito bem. Eles não vão dizer que sisters ou élders são melhores – eles vão dizer a você que missionários justos conseguem fazer as coisas. Simplesmente os presidentes de missão esperam que sisteres e élderes realizem de forma igual, e façam o melhor com suas habilidades.

Sisteres também não são deixadas de lado das posições de liderança. Não apenas elas ensinam lições, mas elas também ensinam outros missionários durante reuniões de distrito ou conferências de zona. A esposa do presidente da missão, sisteres sênior ou sisteres em missões em dupla também assumem papéis de destaque no aconselhamento de missionários mais jovens e tomam decisões que beneficiam a missão. Mais recentemente, eles criaram posições de liderança específicas para sisters muito semelhantes à de líderes de zona ou às funções da presidente da Sociedade do Socorro. Ela vai às divisões com as irmãs em sua zona para cuidar do bem estar daqueles em sua zona.

Se você está preocupada de que não vai ser valorizada só porque você é apenas uma sister, esteja preparada para ser agradavelmente surpreendida. Assim como na igreja em geral, homens e mulheres têm seus papéis complementares; nos quais sisters e élders respeitam uns aos outros e seus chamados miraculosamente acontecem.

Mito No. 3 Porque Você Não Tem o Sacerdócio, Você Não Tem Poder

O inimigo não quer que você tenha sucesso. Ele não quer nem mesmo que você vá e encontre pessoas que precisam do evangelho. Ele vai sempre usar táticas que fazem você se sentir inferior ou inútil.

Veja só – você vai ser bem sucedida de uma forma ou de outra. Sua determinação de vencer não importa as circunstâncias é como o Senhor vai fazer “coisas fracas se tornarem fortes”. Eu aprendi tanto sobre mim mesma em minha missão e eu acredito firmemente que essas lições fortaleceram meu testemunho e me ajudaram a me tornar a melhor esposa que eu posso ser. Foi bem o melhor de todos os tempos e o pior de todos os tempos, mas eu saí melhor de tudo isso.

Lembre-se de que enquanto existe poder no Sacerdócio, seu poder como uma missionária vem de ter sido designada como uma missionária. Uma vez que você é oficialmente uma missionária, você tem todo o poder e a autoridade que você precisa para ensinar o evangelho às pessoas que estão prontas para aprender.

Por que você decidiu servir uma missão? Como você acha que as missões impactam as mulheres da igreja? Deixe seus comentários abaixo!

Siga-me!

Eduardo Marcondes

É jornalista há 20 anos, com ênfase na atuação em Rádio e Televisão. Foi repórter, editor e apresentador, com passagens por praticamente todas as emissoras com sede na capital paulista, entre elas o Grupo Bandeirantes e o SBT. Atualmente faz trabalhos de textos em parceria com alguns empresários e escreve regularmente na internet há pouco mais de ano.
Siga-me!