Humberto e Glória Silveira, pioneiros da Igreja em São Paulo, batizaram-se em 1959. Irmã Glória despediu-se da vida mortal no início do ano de 2015, e irmão Humberto nos deixou há poucos dias.

O casal Silveira trabalhou arduamente em prol do estabelecimento de Sião no Brasil. Muitos são seus feitos. Vou escrever aqui, entretanto, apenas um aspecto histórico que pude reter ao conversar com eles e ao pesquisar sobre a história da Igreja no Brasil.

No fim dos anos 50 e no início dos anos 60, o material impresso da Igreja era rudimentarmente traduzido do inglês pelos próprios missionários, e os manuais eram feitos de forma artesanal, demorada, o que os tornava escassos. O material era datilografado, mimeografado, costurado etc. Muitas vezes, viam-se os voluntários trabalhando o dia todo, até altas horas da noite, nessa área, e o casal Silveira estava entre eles.

Você já deve ter ouvido falar em mimeógrafo (uma espécie de impressora manual). Mas Ir. Silveira me contou que na Rua Itapeva, de São Paulo, onde funcionava a casa da Missão, também se usou um processo ainda mais primitivo: a impressão por bandeja de gelatina.

Essa antiga técnica funcionava assim: primeiro, datilografava-se o texto com uma fita copiativa ou um carbono. A parte escrita era colocada voltada para a gelatina, que chupava a tinta e o que estava escrito. Tirava-se aquele papel e colocavam-se as folhas em branco, que entravam em contato com a tinta. Essa técnica permitia produzir aproximadamente 90 cópias de cada vez.
Não vou me alongar mais nesse assunto, pois falta-me conhecimento para tanto.

Quanto ao casal Silveira, há muitíssimo mais para ser dito. Glória foi uma das primeiras presidentes da Primária no Brasil, e o casal Silveira foi um dos primeiros a presidir o Centro de Treinamento Missionário de São Paulo. São lembrados pelo trabalho incansável que sempre dedicaram ao estabelecimento do Reino de Deus no Brasil e pela humildade e bondade fora do comum. Nossa homenagem a eles.

Segue um artigo de A Liahona de abril de 1981:

humberto e glória silveira

Siga-me!

Ludmilla Gagnor Galvão

Ludmilla Gagnor Galvão é taquígrafa e revisora de Português. Seu passatempo é pesquisar a história da Igreja em Brasília, tarefa que a leva a vasculhar também a história da Igreja no Brasi
Siga-me!