Talvez devido à correria dos dias atuais, muitos de nós não tenhamos muita prática em ouvir a voz interior. São tantas vozes e tantas informações chamando nossa atenção, que fica difícil distinguir nessa confusão qual é a voz que devemos ouvir.

Talvez seja difícil até conseguirmos ficar parados sem fazer nada, por algum tempo, simplesmente para meditarmos, tal é a ênfase na atividade, na correria, na atitude arraigada da sociedade moderna de que “tempo é dinheiro”, e se “perdermos” tempo, estamos nos prejudicando.

Na verdade, se não aprendermos a ter um tempo para meditação, para relaxamento e para laser, nós corremos maior risco de termos problemas sérios de saúde. O stress da vida moderna está associado a muitas doenças, tais como depressão, diabetes e mesmo problemas de coração.

Alguns cientistas e médicos, hoje em dia, chegam até mesmo a dizer que todos devem ter uma religião, tais os benefícios que uma fé pode proporcionar aos seus adeptos. Pessoas com religião tendem a ser menos susceptíveis a ter depressão e outros problemas de saúde.

Mas só a religião, principalmente se for pouco praticada, não é capaz de nos levar a um autoconhecimento tal, que nos proporcione obter a força necessária para vencermos todos os obstáculos que encontramos na vida. É preciso mais do que isso.

O universo está cheio de leis imutáveis, tipo Lei da Gravidade, Lei da Causa e Efeito, etc. Conhecer e viver em consonância com tais leis é fundamental para encontrarmos harmonia, para encontrarmos paz interior e o autodomínio adequado para sermos felizes e bem sucedidos.

Uma dessas leis fundamentais, para quem busca a paz de espírito, é ensinada em praticamente todas as filosofias e religiões, e até por alguns luminares da humanidade que se diziam ateus. Tal lei é “Faça aos outros o que você gostaria que fizessem a você”, ou “não faça aos outros o que não gostaria que fizessem a você”

Essa denominada Regra de Ouro é muito importante para termos paz de espírito. Hoje alguns escritores de livros de auto-ajuda ensinam que devemos agir de tal forma que todos ganhem.

Aqueles que querem levar vantagem em tudo, enganam os outros para tirar partido, ou são egoístas e não se importam com o sentimento de seus semelhantes,  estão ficando até fora de moda…

A Lei do Plantio e da Colheita funciona hoje como funcionava antigamente. “Quem planta vento”, diz o provérbio, “colhe tempestade”. E “quem com ferro fere, com ferro será ferido”.

A integridade, a sinceridade e a bondade são virtudes que todos os que querem felicidade devem desenvolver. Estamos tão interligados, nós, todos os seres humanos, que não podemos nos dar ao luxo de prejudicar quem quer que seja, sem que de alguma forma prejudiquemos a nós mesmos.

Voltando à voz interior, é ela quem nos diz para agirmos da forma correta. Precisamos de sensibilidade para ouvi-la, e coragem para seguí-la. Às vezes nos habituamos tanto a não seguir a voz interior, que ficamos anestesiados e não mais a percebemos. Ela continua falando, mas não a ouvimos, e fazemos coisas das quais um dia certamente nos arrependeremos.

Através da meditação e oração podemos voltar a ouvir nossa voz interior. Ela é fundamental para nos guiar na confusão do mundo. Sem ela, dificilmente atingiremos um nível elevado de paz e desenvolvimento mental necessário para atingirmos nosso maior potencial nessa vida.

E qual é o maior nível de desenvolvimento pessoal possível? Isso varia de pessoa para pessoa, mas todos nós podemos obter um nível de desenvolvimento mental, intelectual, físico e espiritual que nos traga tudo aquilo que é necessário para sermos felizes – e ser feliz é o maior objetivo do ser humano,  conforme nos ensina a Escritura:

“Os homens existem para que tenham alegria” (2 Néfi 2:25)

Siga-me!

Luiz Polito

Luiz Polito serviu na Missão Brasil Rio de Janeiro (1978/80). É músico e microempresário. Proprietário de um Sebo Virtual, chamado Higino Cultural. E atualmente serve como Consultor de História da Família na Ala Bauru - Estaca Bauru.
Siga-me!