Muitas vezes temos o incrível poder de nos colocar em uma certa “situação de risco”. Essa situação pode mudar completamente o nosso trajeto aqui nessa terra. Trabalho como professor de inglês há algum tempo e vejo que muitos alunos chegam desacreditados, pra baixo, e sem muitas esperanças de aprender um novo idioma, mas muito disso se deve a pessoas que desencorajaram esses alunos há algum tempo atrás, e eles chegam com um muro de bloqueio gigantesco, pensado que REALMENTE não conseguirão. Gostaria de compartilhar duas histórias de superação que nos encorajarão a seguir em frente com mais afinco e com mais coragem.

SEM BRAÇOS E SEM PERNAS [1]

Nicholas James Vujicic, nascido em dezembro de 1982, é um pregador, um palestrante motivacional, escritor e diretor de uma organização cristã sem fins lucrativos. Ele regularmente dá palestras sobre a questão da deficiência e da esperança.

Nick nasceu com a doença rara chamada Tetra-amelia. Tetra-amelia é uma síndrome humana de rara ocorrência caracterizada por uma falha na formação embrionária, que acarreta a ausência dos quatro membros, ou seja, ele nasceu sem braços e sem pernas.

Sua vida foi cheia de dificuldades e privações. Nick foi proibido por lei estadual de assistir aulas em uma escola regular devido a sua deficiência física. Durante a sua escolaridade, as leis foram mudadas, e Nick foi um dos primeiros estudantes deficientes físicos a ser integrado em uma escola. Ele aprendeu a escrever usando os dois dedos no pé esquerdo, e um dispositivo especial que deslizou sobre seu dedão do pé que usa para agarrar. Ele também aprendeu a usar um computador, jogar bolas de tênis, pentear o cabelo, escovar os dentes, atender o telefone, fazer a barba, etc.

Nick cresceu muito deprimido pelo fato de ser discriminado na escola. Com oito anos de idade, começou a pensar em suicídio. Depois de implorar a Deus para que seus braços e pernas crescessem, Nick finalmente começou a perceber que suas realizações foram inspirações para muitos, e começou a agradecer a Deus por estar vivo.

A grande mudança em sua vida foi quando sua mãe lhe mostrou um artigo de jornal sobre um homem lidando com uma deficiência grave.  Isso o levou a perceber que ele não era o único com problemas. Nick se formou em Contabilidade e Planejamento Financeiro na universidade, aos 21 anos de idade.  Ele começou suas viagens como um palestrante motivacional, enfocando os temas que os adolescentes de hoje enfrentam.  Ele também fala em empresas do setor, embora o seu objetivo é tornar-se um inspirador palestrante internacional. Ele fez palestras para mais de dois milhões de pessoas até agora, em doze países de quatro continentes (África , Ásia , Austrália e América do Norte ).

Nick Vujicic é mais que um sobrevivente, é um vencedor. Nick, usa computadores, anda de skate, faz todas as tarefas da casa, joga golf, futebol e até dirige, levando uma vida perfeitamente normal. Casou-se com uma bela mulher. Kiyoshi James Vujicic, o primeiro filho do casal chegou para coroar a abençoada união.

Tenho a chance de escolher. Você tem a chance de escolher. Podemos optar por ser indivíduos que dão importância apenas às decepções e insistem em enfatizar as falhas e deficiências. Podemos decidir ser pessoas amargas, raivosas ou tristes. Ou, ao contrário, quando tivermos de encarar períodos difíceis e lidar com pessoas daninhas, podemos optar por aprender com a experiência e seguir em frente, assumindo a responsabilidade por nossa própria felicidade.” – Nick Vujicic

O FÍSICO QUE MUDOU O MUNDO [2]

A história dele é bem comum. Um garoto que sempre estudou em escolas públicas, quando entrou na adolescência, aos 10 anos, desenvolveu uma timidez imensa e por isso se envolvia em diversas confusões. Por muitas vezes seus pais foram chamados na escola, principalmente quando Einstein estava cursando a 5ª serie. Nunca foi um aluno exemplar, sempre sofreu bullying, e ia muito mal na escola com notas ruins.  Quando Albert entrou no 8º ano, ele surpreendeu a todos, pois conseguiu notas muito melhores como nota E em Física, E em Química, E em Matemática e D em Línguas Latinas. Este caso se repetiu por 3 anos consecutivos. Quando mais velho Einstein ingressou em um curso técnico, porém nunca terminou.

Então um dia Albert Einstein resolveu brincar de física, começou a analisar os livros de física que nunca tinha dado importância, alguns livros sobre a sua biografia dizem que o cientista lia rapidamente os livros e dali já tirava suas maiores conclusões.

Hoje em dia reconhecido como o maior e melhor Físico Matemático de todos os tempos, Einstein conseguiu conquistar todo o reconhecimento através da sua força de vontade, sendo assim considerado um gênio e um fenômeno, já que nunca tinha sido bom nos estudos.

Todos eles tinham fraquezas, poderiam se deixar abater e simplesmente desistir, mas a força de vencer GRITOU mais alto, foi a força aliada à ação que fez a diferença.

No livro de Mórmon temos uma escritura que se encontra em Éter 12:27 que nos ajuda a compreender a importância da humildade, paciência e fé.

E se os homens vierem a mim, mostrar-lhes-ei sua fraqueza. E dou a fraqueza aos homens a fim de que sejam humildes; e minha graça basta a todos os que se humilham perante mim; porque caso se humilhem perante mim e tenham fé em mim, então farei com que as coisas fracas se tornem fortes para eles.”

Diante desse aspecto, podemos ser melhores no que tange a superação. Podemos inspirar mais pessoas. Podemos ajudar àqueles que tem dificuldades. Todos temos nossas dificuldade e desafios, diferentes uns dos outros, e nosso crescimento aqui vai depender da forma que reconhecemos e mudamos a nossa situação.

Sei que temos um Deus que nos permite mudar para melhor. Sou testemunha dessas mudanças.

FONTES

[1] www.deficienteciente.com.br

[2] www.guiadacarreira.com.br

Siga-me!

Carlos Goes

Carlos Goes serviu na Missão Porto Alegre Sul entre 2000 e 2002, é Professor de Inglês e desenvolvedor de metodologias de ensino, fotógrafo e microempresário. É dono da página A Eternidade é Logo Ali. Atualmente é Líder do MAS/JAS de sua ala juntamente com a sua esposa.
Siga-me!

Últimos posts por Carlos Goes (exibir todos)