(Antes de ler esta 3ª parte, seria proveitoso ler antes a 1ª parte deste artigo).

Mais uma vez, vou transcrever uma experiência de meu Diário nº5, pg.88 e 89. Isso aconteceu na cidade de Bauru, Estado de São Paulo, no dia 31 de Janeiro de 1982.

“…Eu e o Wilson Novelli tivemos uma experiência bem diferente e difícil: ao fazermos uma visita familiar na casa do irmão D., encontramos apenas a esposa dele (dona E.) em casa, (que) estava com uma vizinha e seu filho pequeno.

“Após conversarmos um pouco, marcamos para voltar algum dia em que o irmão D. estivesse em casa. Antes de sairmos, eu perguntei se a dona E. queria que eu fizesse uma oração. Ela aceitou.

“Eu comecei a oração: – “Nosso Pai Celestial…”. (Nesse momento) escutamos um barulho alto: era a vizinha da dona E. que havia caído no chão, e estava rolando no chão de uma parede até a outra da sala.

“Tentamos segurá-la, mas não tivemos sucesso, pois ela tinha muita força (muito acima do normal para uma mulher). Ela, certamente, estava “possuída” por espíritos maus.

“O Wilson Novelli me perguntou: Tem óleo (consagrado), Luiz?

“Eu me lembrei então que naquele mesmo dia eu havia pegado o frasco de óleo consagrado (que nós usamos para bênção aos enfermos) e colocado no bolso. (Esse frasco de óleo) tinha ficado muitos dias guardado em casa. Então respondi ao Novelli: “-Tenho!”

“Foi só segurar o frasco de óleo consagrado nas mãos, e a mulher parou de repente no meio da sala, deitada no chão.

“A mulher voltou a si, e vendo que estava deitada no chão (e com a gente olhando para ela), ficou envergonhada, sem saber o que havia acontecido. Explicamos o ocorrido para ela. Ela disse já ter tido alguns problemas semelhantes a esse antes.

“Oferecemo-nos, dado àquelas circunstâncias, para orar por ela. A mulher aceitou. Pelo poder do Sacerdócio de Melquisedeque, dissemos para os espíritos malignos se afastarem. Eu e o Novelli ficamos arrepiados. Sob nossas mãos, durante a bênção, a cabeça da mulher tremia, porém, não houve mais nenhuma manifestação.

“Essa foi (a nosso ver) uma evidência clara do poder do Sacerdócio”.

(Nome do Wilson Novelli usado com permissão)

Siga-me!

Luiz Polito

Luiz Polito serviu na Missão Brasil Rio de Janeiro (1978/80). É músico e microempresário. Proprietário de um Sebo Virtual, chamado Higino Cultural. E atualmente serve como Consultor de História da Família na Ala Bauru - Estaca Bauru.
Siga-me!