Outro artigo sobre as ‘máscaras mortuárias’ de Joseph e Hyrum.

1. Máscaras mortuárias datam do tempo do Egito Antigo.
Fotografia e daguerreótipos (imagens fotográficas em uma placa de cobre prateada) estavam apenas começando a fazer uma aparição durante a época da morte de Joseph e Hyrum, então máscaras mortuárias eram uma maneira fácil de preservar a memória e a aparência de entes queridos falecidos. Apesar de que fazer máscaras mortuárias não seja uma tradição comum hoje em dia, a prática remonta a tempos dos antigos egípcios. As máscaras eram geralmente concebidas como uma forma de lembrar a pessoa que tinha morrido e criar outros trabalhos artísticos deles. Os moldes de Joseph e Hyrum foram feitos por George Cannon (pai do apóstolo George Q. Cannon) com camadas de gesso e tiras de tecido. Esses moldes foram a base para muitas pinturas e bustos do Profeta e seu irmão, começando ao logo na década de 1850.

2. A máscara de Hyrum ainda mostra sua lesão fatal.
Os Santos dos Últimos Dias são bastante familiarizados com a história do martírio de Joseph e Hyrum e o fato de que Hyrum foi morto quando uma bala entrou no lado esquerdo de seu nariz. As máscaras foram feitas logo após suas mortes e há pouca distorção post-mortem. No entanto, o ferimento de bala no rosto de Hyrum é distinguível como uma pequena distorção na máscara no lado esquerdo do nariz.

3. Joseph e Hyrum Smith provavelmente tiveram vários conjuntos de máscaras mortuárias feitas.
De acordo com history.lds.org, é provável que vários moldes foram feitos de Joseph e Hyrum no momento da sua morte. No entanto, o único conhecido como original encontra-se no Museu de História da Igreja. Eles são muitas vezes referidos como as máscaras Dibble, porque Philo T. Dibble, um ex-guarda-costas de Joseph Smith, adquiriu as máscaras após a morte de George Cannon. Irmão Dibble teve uma visão de criar uma cena panorâmica e galeria de arte dos acontecimentos históricos da Igreja como uma forma de compartilhar o evangelho e edificar Sião. Tornou-se um museu itinerante, aos quais a exibição acrescentou as máscaras mortuárias e ele compartilhava seu testemunho do profeta Joseph Smith.

4. As máscaras mortuárias eram uma parte fundamental da identificação dos restos mortais de Joseph e Hyrum em 1900.
Os restos mortais de Joseph e Hyrum Smith foram transferidos várias vezes depois que foram enterrados. Depois que eles foram encontrados em 1928, eles foram enterrados ao lado da sepultura de Emma Smith. Quando houve controvérsia sobre a correta identificação dos corpos, em 1994, Curtis G. Weber usou as máscaras mortuárias para investigar o caso. Você pode ler mais sobre a sua investigação em seu artigo, encontrado no mormonhistoricsites.org.

5. O homem que esculpiu a estátua do anjo Moroni do Templo de Salt Lake foi inspirado primeiro a esculpir por causa das máscaras mortuárias.

O escultor Cyrus Dallin viu as máscaras mortuárias de Joseph e Hyrum no museu itinerante de Philo Dibble quando ele tinha apenas 12 anos de idade. Isto foi o que primeiro o inspirou a começar a esculpir. Mais tarde na vida, ele foi o artista que esculpiu a estátua do anjo Moroni que agora coroa o Templo de Salt Lake, bem como o monumento Brigham Young que ainda está localizado no centro de Salt Lake City.

Murilo Vicente L. Ribeiro
Siga-me!

Murilo Vicente L. Ribeiro

Murilo Vicente Leite Ribeiro é blogueiro desde 2004. Tecnólogo na Área de Transito e Transportes, é graduando em Pedagogia e tem especialização em Direito Público e Privado. Criador do blog Murilovisck, ficou em segundo lugar no top blog Brasil 2012. Hoje tem uma parceria com o pro. Carlos Wizard Martins para direção do site OsMormons.com. Casado, tem dois filhos e trabalha na área de licitações públicas. É Presidente da Estaca Goiânia Brasil Sul.
Murilo Vicente L. Ribeiro
Siga-me!