”Se você for pai ou mãe de alguém que sente atração pelo mesmo sexo, não presuma ser a razão desses sentimentos. Ninguém, inclusive aquele que decidiu enfrentar o desafio, deve culpar-se. Tampouco ninguém deve jogar a culpa em outra pessoa…”
Depois de lutar com sua atração por pessoas do mesmo sexo ao longo de sua infância e ao seus 20 anos, Xian Mackintosh finalmente disse a seus pais que são Mórmons que ele era gay – através de uma mensagem no Facebook. O jovem cresceu na fé e serviu uma missão de dois anos.
“Eu só preciso dizer a vocês que eu sou gay”, disse Xian, um dos sete filhos de Scott e Becky Mackintosh que moram Lehi-UT.
A história de Xian e de seus pais são contadas em um vídeo no YouTube publicado no site mormonandgay.org de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias. O vídeo gerou quase meio milhão de acessos em menos de uma semana – provocou uma discussão entre membros da Igreja sobre como responder a um jovem que assume sua sexualidade. Isso inclui pessoas, como Xian, que não estão mais ativos na Igreja.
Deus Ama Seus Filhos
Quando o anjo fez a Néfi uma pergunta a respeito de Deus, Néfi respondeu: “Sei que ele ama seus filhos; não conheço, no entanto, o significado de todas as coisas” (1 Néfi 11:17). Eu também afirmo que Deus ama a todos os Seus filhos e reconheço que muitas perguntas, inclusive algumas relacionadas à atração pelo mesmo sexo, precisam esperar uma resposta futura, talvez na próxima vida. Infelizmente, algumas pessoas pensam ter todas as respostas agora, e declaram sua opinião abertamente. Felizmente, elas não representam A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias.

Embora eu creia que os membros estejam ansiosos por demonstrar compaixão por aqueles que sentem diferentemente deles, é da natureza humana que as pessoas, quando se deparam com uma situação complexa, tendam a evitá-la. Isso é verdade, particularmente quanto à atração pelo mesmo sexo. Temos tão poucas informações confiáveis a respeito disso, que os que desejam ajudar sentem-se um tanto inseguros. Embora reconheça minha própria inadequação a esse respeito, mas no intuito de ajudar, permitam-me oferecer algumas sugestões para auxiliar aqueles que têm pessoas queridas ou amigos que se sentem atraídos pelo mesmo sexo.

Meios de Ajudar

Imagine que você seja parente ou amigo de alguém que sinta atração pelo mesmo sexo e ele ou ela venha lhe pedir ajuda. O que lhe dizer? O que fazer?

Eu começaria reconhecendo a coragem que trouxe seu filho, filha, irmão ou amigo até você. Reconheceria a confiança demonstrada por ele(a). Conversar sobre esse assunto com alguém de confiança é o primeiro passo saudável para lidar com sentimentos confusos, e é imperativo que esses primeiros passos sejam encarados com compaixão. Depois, se você for pai ou mãe de alguém que sente atração pelo mesmo sexo, não presuma ser a razão desses sentimentos. Ninguém, inclusive aquele que decidiu enfrentar o desafio, deve culpar-se. Tampouco ninguém deve jogar a culpa em outra pessoa — inclusive Deus. Ande pela fé e ajude a pessoa querida a enfrentar esse desafio da melhor maneira possível.

Ao fazer isso, reconheça que o casamento não é a solução que resolverá todas as situações. A atração pelo mesmo sexo é intensa e persistente, e forçar um relacionamento heterossexual provavelmente não a modificará. Ficamos felizes quando alguém que lutava com esses sentimentos consegue casar-se, criar filhos e alcançar a felicidade familiar. Mas há tentativas que resultam em corações partidos e lares despedaçados. Acima de tudo, mantenham abertos os canais de comunicação. O entendimento entre pais e filhos é uma expressão clara de amor, e o puro amor, expresso generosamente, pode transformar os relacionamentos familiares. Mas, o amor a uma pessoa da família não inclui tolerar um comportamento inadequado. É claro que os seus filhos são bem-vindos para viver em sua casa, mas vocês têm todo o direito de rejeitar em seu lar qualquer tipo de comportamento que ofenda o Espírito do Senhor.

Élder Jeffrey R. Holland

Do Quórum dos Doze Apóstolos

Assista o vídeo abaixo:

Veja mais em: mormonandgay.org

Siga-me!

Elias Rozendo

Nasceu no dia 14 de Fevereiro de 1990, na cidade de São João Del Rei- MG. Conheceu a Igreja em Manaus e foi batizado em 2005. Fez seminário e cursa o instituto. Serviu na Missão Brasil Santa Maria, onde recebeu a inspiração para escrever o seu primeiro livro ' A VERDADE SOBRE OS MÓRMONS''.É apaixonado por comunicação.
Siga-me!

Últimos posts por Elias Rozendo (exibir todos)