”…. O Boeing 767 da United Airlines é visto segundos antes de colidir com a Torre Sul do World Trade Center, na Ilha de Manhattan, em Nova York, com 51 passageiros, nove tripulantes e os cinco sequestradores. Na manhã do dia 11 de setembro de 2001, dois aviões comerciais foram sequestrados no Aeroporto de Boston por terroristas da Al Qaeda, e instantes depois atingiram intencionalmente as duas torres do maior complexo comercial do planeta…”
Veja.com

Cada Norte Americano lembra exatamente onde estavam no dia 11 de setembro de 2001. Alguns estavam na escola. Alguns estavam no trabalho. Alguns estavam dirigindo. E alguns estavam servindo em uma missão de tempo integral de Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias. Poucos desses missionários estavam servindo na gigantesca cidade de Nova York; Aquele era pra ser mais um dia comum de trabalho para dupla de missionários que estavam servindo na área onde as torres gêmeas caíram. Contaremos uma historia nunca antes publicada, a de Elder Joseph Seymour. 15 anos depois, deu permissão para publicar uma foto pessoal daquele terrível dia para os Estados Unidos.
É difícil acreditar que se passaram 15 anos desde 11 de Setembro de 2001. ”A experiência que eu e o Elder Fillmore vivemos nos ensinou lições que nos abençoaram desde então” afirma Joseph Seymour. “O nosso dia começou como qualquer outro, num momento, preparamos para sair mais cedo naquele dia, para iniciar nossos trabalhos próximo ao Ellis Island, região portuária de Nova York. Na viagem de metrô para o sul de Manhattan, fomos alertados por uma ‘ação policial’ nas torres do grande World Trade Center e que era necessário interromper as linhas dos metrô novaiorquinos. Logos em seguida, os passageiros responderam com resmungos a notificação, já que muitos foram prejudicados pela mudança de planos ( mas, mal sabiam eles o que estava por vim)”.
“Finalmente chegamos ao sul de Manhattan próximo as torres do World Trade Center que já estavam em chamas. Obviamente, soubemos que era o resultado de um ataque terrorista. Logo descobrimos a arma de escolha; eram aviões comerciais usados para colidir contra as torres. Os planos para o nosso dia mudou completamente, depois que soubemos que todos os trens do metrô e ônibus parou de funcionar na cidade, deixando-nos presos ao caos. Naquela altura, porém nós ingenuamente seguimos cada vez mais perto das torres, a fumaça estava saindo de cada edifício. fomos impedidos de retornamos ao nosso apartamento devido ao perigo, sendo apenas três quarteirões de distância. De repente um enorme estrondo fez o chão tremer como um rápido terremoto. O edifício começou a encher com a poeira, a primeira torre tinha caído apenas a poucos passos de distância de nós. As ruas começaram a se envolver em uma nuvem de poeira houve pânico por toda a parte. Elder Fillmore e eu estávamos tão calmos como um lago em um dia claro. Sabíamos que estávamos a serviço do Senhor que estávamos sobre sua proteção. Acabamos nos fluindo na massa humana, para fugir da poeira, um membro nos reconheceu e nos ajudou na fuga, quando olhamos para traz avistamos o outro Edifício a segunda torre desmoronar, e uma segunda nuvem de poeira envolveu a multidão, dali pra frente aquele irmão se tornou nosso terceiro companheiro do dia”.
“Nós fomos evacuados através do rio sentido New Jersey e passamos o resto do dia tentando entrar em contato com nosso Presidente de Missão, em seguida, descobrimos uma maneira de voltar para casa. Em cada momento fomos extraordinariamente calmos e sabíamos que tudo daria certo. Eu aprendi que o Senhor cuida de seus servos, tanto em épocas de caos, bem como em tempos de felicidade. Eu tenho sido capaz de encontrar paz e tranquilidade na vida após esta lição na vida, sabendo que se eu seguir o Senhor tudo dará certo, tal como aconteceu naquele dia, há 15 anos atras”.

Siga-me!

Elias Rozendo

Nasceu no dia 14 de Fevereiro de 1990, na cidade de São João Del Rei- MG. Conheceu a Igreja em Manaus e foi batizado em 2005. Fez seminário e cursa o instituto. Serviu na Missão Brasil Santa Maria, onde recebeu a inspiração para escrever o seu primeiro livro ' A VERDADE SOBRE OS MÓRMONS''.É apaixonado por comunicação.
Siga-me!

Últimos posts por Elias Rozendo (exibir todos)