Esta não é uma história completa sobre a vida do irmão Hélio da Rocha Camargo, mas é só o que consegui lembrar-me muitos anos mais tarde.

Lembro-me de que foi o Elder Norman Dale Rex que primeiro me contou sobre Helio Camargo. Ele contou sobre os dois primeiros Elderes que foram visitá-lo e como chegaram à sua casa. Quando eles bateram palmas, o irmão Camargo veio até a porta e os Elderes explicaram quem eram e o que eles lhe ensinaria.

Depois que o irmão Camargo os convidou para entrar, ele lhes disse que ele era um pastor metodista e que estava em um ano sabático para estudar mais as escrituras. Quando deram-lhe uma cópia do Livro de Mórmon, ele disse que iria incluí-lo em seus estudos.

Mais tarde, em seu estudos, como ele começou a ler o livro, ele foi tocado pelo Espírito Santo depois que ele orou sobre o livro. Ele sabia que era verdade. Agora ele tinha um dilema. Ele sabia pelo Espírito Santo que o Livro de Mórmon era verdadeiro, entretanto ele também era um ministro e pregador de sua igreja cristã local.

Aproximadamente no ano de 1959 os missionários que trabalham no escritório da missão e no distrito de São Paulo foram convidados a participar de uma reunião especial na capela do Ramo Vila Mariana. Era o maior edifício da igreja no distrito de São Paulo na época.

Quando chegamos, fomos informados de que este novo membro, Helio Camargo, convidou toda a sua antiga congregação metodista para vir e ouvi-lo falar. Ele queria dizer-lhes os motivos de ele ter se tornado um “Mórmon”. Ele convidou muitos membros de sua antiga igreja e o edifício estava lotado, com todos os lugares tomados. Eu era um daqueles missionários que estavam ali em pé, encostados nas paredes, nos lados e fundo do salão.

A reunião começou com um hino e uma oração. Então o irmão Camargo foi até o púlpito e contou as pessoas sobre sua conversão ao “mormonismo” através da leitura do Livro de Mórmon. Ele começou a explicar como ele tinha lido o Livro de Mórmon e como orou sobre isso, mostrando que a promessa de Moroni 10:4 era verdadeira. E ele tinha recebido um testemunho pelo Espírito que o livro era verdadeiro.20140404F

Ele disse à platéia que ficou preocupado os sentimentos que havia recebido pelo Espírito e sua posição como seu ministro e pastor. Disse que orou muito sobre isso e, finalmente, decidiu deixar a sua antiga congregação e seguir o Espírito. Ele lhes disse que foi uma decisão difícil, mas ele acreditava que Deus tinha guiado o seu estudo e leitura do Livro de Mórmon.

Ele, então, convidou todas as pessoas na congregação a aceitar um exemplar do Livro de Mórmon e de lê-lo também. Havia cópias em uma mesa no salão e eles poderiam dispor livremente na sua saída. Tinha também os outros folhetos da Igreja na mesa que nós organizamos para naquele momento. Eram eles, “Joseph Smith Conta Sua Própria História”, “A Grande apostasia”, e “a Igreja Restaurada.”

Ele lhes disse que os missionários ficariam felizes em marcar compromissos com eles para levar a mensagem em suas casas, explicando mais sobre a Igreja. Ele, então, prestou um forte testemunho e novamente convidou-os a permanecer após a reunião e deixar seus endereços com os missionários.

Quando acabou, a maioria das pessoas saíram da sala e os missionários ofereceram-lhes cópias do livro e do panfleto do Profeta Joseph Smith. Outros, no entanto, mantiveram-se na sala e conversaram com os missionários, marcando compromissos com eles. Mais tarde, muitas pessoas se juntaram à igreja por causa de seu testemunho.

Houve momentos, anos mais tarde, em seus discursos em conferências, que brincava sobre o momento em que ele entrou para a igreja. Ele dizia que ele saiu de uma igreja onde eles lhe pagavam e que, com sua conversão, ele teve que pagar dízimos e ofertas, e que ele teve que procurar um novo emprego.

Algum tempo depois que o irmão Camargo e sua família se uniram à igreja, tivemos a visita de uma autoridade geral, o Élder Spencer W. Kimball. Eu ouvi de outros missionários que o irmão Camargo trouxe seu filho, que tinha leucemia, para ser abençoado pelo Apóstolo. Anos mais tarde, depois de eu ter voltado para casa, eu soube que Elder Camargo foi chamado para ser o primeiro presidente do templo de São Paulo.

Ele foi um grande homem, escolhido e não apenas chamado, para um momento importante do crescimento da Igreja no Brasil.

Siga-me!

Franklin Reid

Serviu como missionário na Missão Brasileira na década de 60. Foi conselheiro em dois bispados.É engenheiro mecânico aposentado e trabalhou oito anos no CHF de Ogden Utah dando aulas de Windows, PAF e outros programas. Atualmente, escreve um livro, "Usando PAF na Era da Internet" e também um guia de formação inicial para o Windows 7.
Siga-me!

Últimos posts por Franklin Reid (exibir todos)