As palavras dos antigos profetas foram escritas em placas de metal, papiros, tábuas de argila, pergaminhos, pedras e papel desde o início dos tempos. O Senhor comissionou Seus servos que registrassem as histórias para que pudessem ser passadas de geração em geração. Recentemente, houve uma grande transformação em como essas histórias são registradas e passadas adiante. A era dos caracteres Egípcios meticulosamente martelados em placas de bronze já se foi há muito tempo.

Nós agora vivemos em um mundo em que os volumes inteiros do Antigo Testamento, Novo Testamento, Livro de Mórmon, Pérola de Grande Valor, Doutrina e Convênios e cada discurso da Conferência Geral desde abril de 1971 podem caber em um dispositivo pequeno o suficiente para caber no seu bolso. Essa ideia seria incompreensível para os profetas de antigamente, apesar de muito mais conveniente do que carregar grandes tábuas de argila para a Igreja.

A era digital transformou a maneira de obtermos as palavras dos líderes da igreja. Poucas horas depois do fim da Conferência Geral, os discursos podem ser acessados digitalmente via internet. Mas essa nova tecnologia realmente ajuda? Estudar as escrituras em um telefone celular é mais eficiente do que ler as escrituras no papel? Ou vice-versa?

Praticidade versus bolsa de escrituras?

Eu me lembro da primeira vez que baixei as escrituras SUD em um dispositivo digital (era um Palm Pilot. Se você não sabe o que é, apenas pense em um iPhone com uma tela preto e branco que não fazia ligações telefônicas). Eu fiquei abismado porque podia ler rapidamente as escrituras num piscar de olhos em qualquer lugar sem ter que arrastar a minha bolsa de escrituras comigo. Eu poderia levá-lo para acampar e economizava espaço, permitindo que eu estudasse em qualquer lugar, a qualquer hora, com muita praticidade. As escrituras digitais permitem aos membros do mundo todo ler as escrituras enquanto estão esperando pelo ônibus, entre as aulas ou durante uma pausa para almoço.

As escrituras de papel não permitem tanta praticidade. Elas podem ser pesadas e apesar das escrituras em inglês estarem disponíveis em quatro tamanhos diferentes, elas ainda ocupam muito espaço. Entretanto, eu nunca tive que me preocupar com bateria acabando ou derrubá-las no banheiro. Apesar de ocuparem mais espaço e serem um pouco mais pesadas, você sempre pode contar com suas escrituras de papel, “iniciando seu sistema” e exibindo uma tela com nítida, clara e alta resolução.

Escrituras versus servidores

Enquanto a igreja põe mais ênfase na tecnologia nos últimos anos, um aplicativo de escrituras foi criado permitindo aos membros que realçassem e anotassem eletronicamente nas escrituras, para depois sincronizar os dados com a conta LDS.org. As informações salvas na “nuvem” ou em servidores de computador via internet faz com que essas informações estejam salvas e possam ser acessadas onde quer que a internet esteja disponível. Se por um acaso eu perder meu telefone com minhas escrituras, eu posso sincronizar meu novo telefone com minha conta e minhas anotações e marcações vão ser restauradas. Muito bacana, se você me perguntar!

Sim, eu ainda gosto de ler os velhos conjuntos de escrituras de quando eu ainda estava no colegial. É sempre interessante ver o que eu marquei, o que chamou minha atenção, e as anotações que eu pus nas margens sobre minha namorada. Com as escrituras digitais, você só tem uma cópia. Algo que você realça agora pode não significar o mesmo para você daqui a três anos. As pessoas sempre vão manter diferentes conjuntos de escrituras para as várias fases da vida. Por exemplo, colegial, missão, pós-missão, casamento, família, etc… Não é tão fácil manter uma história dos seus estudos das escrituras com uma cópia eletrônica.

Distrações versus “mergulhar” no texto

Se você já lecionou para uma classe de adolescentes, provavelmente desejou que nós ainda usássemos papiros. Minha experiência é algo assim:

– “Guarde seu telefone”

– “Estou lendo as escrituras” (barulhinhos vindo do telefone)

– “Você pode então ler o versículo 7 para nós?”

– “Oh, sim, desculpe, o que estamos lendo mesmo?”

Mesmo quando eu tento estudar as escrituras no meu telefone, eu me perco em distrações como mensagens de texto, e-mails chegando, chamadas de telefone e meu joguinho de Candy Crush. Eu já tentei até deixar meu celular em modo avião, mas de alguma maneira eu ainda vou parar no Facebook bem no meio do meu estudo das escrituras.

Quando eu olho para uma cópia de papel das escrituras, a única coisa que salta aos meus olhos são as palavras. Eu acho muito mais fácil realmente “mergulhar” nas escrituras quando eu deixo meu telefone em outra sala e abro uma velha e boa cópia do Livro de Mórmon. Apesar de que eu às vezes até penso em Clash of Clans quando estou lendo os capítulos sobre as guerras.

Telas versus visão

No formato digital, as escrituras eletrônicas estão disponíveis aos membros da igreja no mundo todo, onde quer que a Internet exista. Isso permite que as pessoas (membros e não-membros) recebam as palavras dos profetas de uma maneira barata e fácil de acessar. Por meio do aplicativo da Biblioteca do Evangelho, nós podemos aumentar o tamanho da fonte para quem tem dificuldades de visão e nós podemos até ter o áudio das escrituras reproduzido diretamente do aplicativo. Essa função permite aos indivíduos ouvirem facilmente as escrituras enquanto estão se deslocando, limpando ou se exercitando. Essas funções podem ser especialmente úteis para os mais velhos que tenham dificuldades de visão ou indivíduos que têm dificuldades de leitura.

Por outro lado, os eletrônicos podem ser um tanto o quanto amedrontadores para as gerações mais velhas que podem não estar acostumadas a usar os eletrônicos – nesse caso as escrituras são mais fáceis de usar. Você não precisa ser um expert da ciência da computação para abrir um livro e começar a ler. Apesar de a igreja oferecer escrituras em impressões grandes, as letras podem ser ainda muito pequenas para se ler. Um par de bons óculos de leitura podem vir bem a calhar se você estiver lendo as escrituras tamanho padrão.

Tanto as escrituras digitais quanto as de papel têm prós e contras. No fim das contas cabe a você decidir o que funciona melhor. Pessoalmente, eu prefiro ambas. Não importa o meio que você use, os profetas do início dos tempos nos aconselharam a estudar as escrituras diligentemente e frequentemente. Com tudo isso dito e feito, se você está usando ambas, você provavelmente está bem na fita.

Não tem certeza sobre qual você prefere?

Texto de Brandon Young do LdsDaily.com

Traduzido por Eduardo Marcondes

Siga-me!

Eduardo Marcondes

É jornalista há 20 anos, com ênfase na atuação em Rádio e Televisão. Foi repórter, editor e apresentador, com passagens por praticamente todas as emissoras com sede na capital paulista, entre elas o Grupo Bandeirantes e o SBT. Atualmente faz trabalhos de textos em parceria com alguns empresários e escreve regularmente na internet há pouco mais de ano.
Siga-me!