Em visita ao Brasil, o élder David A Bednar, do Quórum dos Doze Apóstolos de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, acompanhado de élder Juan A. Uceda, da Presidência dos Setenta e dos membros da Presidência da Área Brasil, élder Marcos A. Aidukaitis, élder W. Mark Bassett e élder Adilson de Paula Parrella, participou de um jantar inter-religioso oferecido pela Igreja de Jesus Cristo em São Paulo.

O evento contou com a presença de cerca de 50 Formadores de Opinião, entre eles, líderes religiosos, advogados, desembargadores, acadêmicos, representantes do poder público, jornalistas e empresários. O principal objetivo foi mais uma vez enfatizar e alinhar esforços em promoção ao Direito à Liberdade Religiosa.

Entre os presentes estavam pessoas e instituições que, ao longo dos últimos 12 anos, têm realizado um trabalho exemplar em defesa deste direito básico e constitucional, como Dra. Damaris Kuo e Dr. Jader Macedo, Presidente e Vice-Presidente, respectivamente, da Comissão de Direito e Liberdade Religiosa da Ordem dos Advogados do Brasil, seccional São Paulo.

Outros participantes marcaram presença: Padre José Bizon, responsável pelo diálogo inter-religioso da Arquidiocese de São Paulo, da Igreja Católica; Dr. Valdetário Monteiro, conselheiro no Conselho Nacional de Justiça; Sheikh Jihad Hammadeh, Presidente do Conselho de Ética da União Islâmica; Vereador da cidade de São Paulo, Gilberto Natalini, Deputado Lira, do Distrito Federal; Desembargador Fábio Cooper, do Tribunal do Trabalho da 15ª região – Campinas; Sr. Afonso Moreira, Presidente da Federação Espírita do Estado de São Paulo; Dr. Alcides Coimbra, Assessor Legal da Igreja Adventista do Sétimo Dia para São Paulo; Samuel Luz, Presidente da Associação Brasileira de Liberdade Religiosa e Cidadania; Desembargador Ricardo Sale Jr., do Tribunal de Justiça de São Paulo; Sr. Edgar Lagus, vice-presidente da B’nal B’rith Brasil; Dr. Aroldo Cavalcante, membro da Comissão de Direito e Liberdade religiosa da OAB-Pernambuco, assim como sua esposa, a Promotora de Justiça, Dra. Christiana Cavalcante; Dr. Odacyr Prigol, da Comissão de Direito e Liberdade Religiosa do Paraná, do Secretário Municipal de Campinas, Luis Yabiku e de empresários como Lincoln Martins e outros advogados e jornalistas.

Na ocasião, foi realizada uma apresentação sobre o cenário atual da Liberdade Religiosa no Brasil como forma de incentivar todos os convidados a empenharem-se para que em todos os estados da nação – possa ser criada uma Comissão de Direito e Liberdade Religiosa na OAB. Hoje, são 12 estados com comissões e mais o Distrito Federal.

Durante sua saudação, Élder Marcos Aidukaitis relembrou que A Igreja de Jesus Cristo tem trabalhado ativamente em torno dos seguintes objetivos: Promover e Defender a Liberdade Religiosa e Fortalecer as Famílias. Ele mencionou que Joseph Smith, o profeta restaurador da Igreja, sempre defendeu a Liberdade de Consciência e citou: “Cremos que governantes, estados e governos têm o direito e a responsabilidade de promulgar leis para a proteção de todos os cidadãos no livre exercício de suas crenças religiosas…”. Ainda em suas palavras agradeceu o empenho de todos os envolvidos nesta nobre causa.

Na sequência, Dr. Valdetário Monteiro, do Conselho Nacional de Justiça – representando todos os presentes – compartilhou algumas palavras. Ele, que enquanto presidente da OAB Ceará, criou a Comissão de Liberdade Religiosa naquela seccional, enfatizou a importância e relevância do assunto. “Que possamos conviver com a certeza, que esta liberdade, a liberdade religiosa – ao invés de nos separar, possa nos unir no sentimento cristão de permitir um ao outro o livre exercer da sua fé. Conte conosco nesses esforços”.

Élder David A Bednar, do Quórum dos Doze Apóstolos de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, foi o orador principal da noite. De maneira muito cordial e amistosa agradeceu a todos – que aqui no Brasil – estão trabalhando arduamente para proteger a liberdade religiosa. Ele comentou: “Existe um paradoxo na liberdade religiosa – se eu quero que minha liberdade religiosa seja protegida, então eu devo proteger a liberdade religiosa daqueles que acreditam de forma basicamente diferente da minha. Esta é nossa tarefa. E será o nosso contínuo desafio. A liberdade religiosa é mais do que um direito, é um dever”.

Em suas palavras, Élder Bednar buscou motivar todos os envolvidos neste trabalho e disse: “Nos unimos numa ocasião como essa, boas pessoas, comprometidos em fazer algo, sermos eficazes para preservarmos e protegermos a liberdade de todos. Por isto é uma honra para mim, estar aqui com vocês”. Antes de sair, élder Bednar, élder Uceda, élder Bassett e outros participantes concederam entrevistas para alguns representantes de blogs e páginas nas mídias sociais, que ali estavam presentes.

Após as falas, foi servido um jantar e as conversas continuaram. No final, cada convidado recebeu de presente um exemplar da Revista Liahona – edição de fevereiro de 2018, que publicou um artigo específico sobre a importância da liberdade religiosa. Todos os participantes estavam felizes e gratos pela oportunidade de participarem deste evento nos Escritórios da Igreja de Jesus Cristo, no Brasil.

Texto e Fotos: Departamento Assuntos Públicos Brasil

Fotos – Bruno Lima – Departamento de Publishing da Área Brasil

Siga-me!

Nei Garcia

Neu Garcia é Diretor de Assuntos Públicos da Área Brasil.
Siga-me!