Você já se perguntou se a educação que recebeu é de qualidade? Para os pais o assunto educação tem um peso ainda maior, pois além da própria formação são os responsáveis diretos pela educação dos filhos. Com frequência observamos pais que se esforçam e realizam muitos sacrifícios para oferecer o melhor ensino a seus filhos, seja esse público ou privado.

Mas será que paramos para pensar no que realmente significa dar aos filhos a melhor educação na perspectiva do Senhor? Oramos e pedimos orientação com respeito aos conhecimentos que o senhor deseja que nossos filhos recebam nesses últimos dias?

A irmã Michelle Stone é mãe de cinco filhos e se fez essas mesmas perguntas. Esse questionamento a levou a um estudo aprofundado sobre a formação que o Senhor deseja para cada um de seus filhos e a essa educação chamou Educação celestial.

Michelle cresceu em Salt Lake City, mas atualmente vive com sua família na cidade de Drapper – Utah. Estudou artes na BYU e sempre obteve notas excelentes, afirma possuir uma coleção de notas nove e dez. A intenção da irmã não é a de criticar ou condenar o sistema de ensino vigente, mas a de chamar a atenção para um ensino bem mais elevado que o Senhor nos coloca à disposição. Ressalta a importância de nos familiarizarmos com a linguagem do Espírito, pois assim teremos mais chance de sucesso ao estudar qualquer assunto na companhia de um dos membros da trindade.

procurai conhecimento, sim, pelo estudo e também pela fé”

(D&C 88:118)

Adepta do homeschooling (quando as crianças são educadas em casa pelos pais ou tutores, o que no Brasil não é permitido), todos os seus filhos aprendem em casa. Eu tenho minhas reservas quanto ao ensino em casa dessa forma, nesse momento, mas é interessante pensarmos que essa possa se tornar uma necessidade futura para a qual devemos estar preparados.

A educação com ênfase em conteúdos conceituais oferecida pela maior parte das escolas é denominada por Michelle de Educação Telestial. Já as escolas que possuem educadores comprometidos com a formação de indivíduos pensantes e éticos, além dos conteúdos, entram na categoria que ela chama de Educação Terrestrial.

Segundo ela não se trata de escolher uma ou outra educação para os filhos já que a Educação Celestial é a mais abrangente e engloba todos os conteúdos e aspectos educacionais. Isso significa que o indivíduo imerso nessa linha de aprendizagem pode ser um provedor e profissional de destaque ao passo que caminha para ser como Deus é. Ela cita o sol como exemplo dessa abordagem de ensino lembrando que este quando nasce no céu “engole” a luz da lua e das estrelas. Da mesma forma a Educação Celestial tem mais luz e abrangência do que qualquer coisa.

John Taylor disse algo importante sobre a educação esperada pelo Senhor:

Escreva minhas palavras e veja se não serão cumpridas. Vocês verão o dia em que Sião estará bem à frente do mundo lá fora, em todas as coisas, da mesma forma que estamos com respeito à religião. Deus espera que Sião se torne o louvor e a glória de toda a terra, então reis ouvindo sua fama virão e fitarão a sua glória. …” (Sermon, September 20, 1857; see The Messenger, July 1953.)

O nosso sistema de ensino atual caminha para isso? A educação que priorizamos para nossos filhos contribui para o estabelecimento de Sião tal como os profetas predizem?

Essa conferência geral de abril de 2017 mencionou inúmeras vezes o tema Espírito, linguagem do Espírito e a importância de adquirirmos mais luz nessa vida. Trata-se de conteúdo celestial tudo o que sai da boca dos profetas e apóstolos. O templo também é uma grande escola, pois de maneira condensada nos ensina as verdades dessa vida e da eternidade. Que o templo e a busca por uma educação Celestial nos leve a uma maior proximidade com nosso Pai, Senhor e criador de todas as coisas para que possamos aprender com Ele a fazer de Sião uma realidade para nós.

Abaixo podemos encontrar as principais características de cada tipo de educação mencionada pela irmã Stone:

  1. Educação telestial

É como o brilho das estrelas (D&C 76:82)

Objetivo: Conseguir um trabalho, obter sustento.

Método: Competição, estresse, notas e premiações, medo, confusão, decepção, treinamento para o mundo do trabalho, pouca luz/verdade, centrado no entretenimento do aluno para que este preste atenção.

Processo de ensino: Ensinamentos das filosofias dos homens em partes.

Resultados/Perigos: Falta de autoestima, materialismo, medo, poder, desonestidade, compartimentalização, falta de sensibilidade, treinamento para o mundo do trabalho, orgulha-se de suas próprias realizações e não da luz divina.

Responsabilidade: A escola, o governo, outros.

3 Mas eis que não aprenderam a ser obedientes às coisas que exigi de suas mãos, mas estão cheios de toda sorte de maldades e não repartem seu sustento com os pobres e aflitos dentre eles, como convém a santos;

4 E não estão unidos segundo a união exigida pela lei do reino celestial;”

(D&C 105:3-4)

  1. Educação Terrestrial

É como o brilho da lua e estrelas

Objetivo: Contribuir com a sociedade, sabedoria, elogio dos homens, real aprendizado e compreensão.

Método: Experiência, fazer, ler, escrever, inspiração, desejo, estudo, interatividade, pensar e raciocinar, educação clássica.

Processo de ensino: Filosofias dos homens mescladas com escrituras, grande conhecimento, mas não a plenitude, sabedoria dos homens.

Resultados/Perigos: Aprendizagem, fácil confiar em outros (doutores), segurança, governo, trabalho, etc.

Responsabilidade: Dos pais

28 Oh! Quão astuto é o plano do maligno! Oh! A vaidade e a fraqueza e a insensatez dos homens! Quando são instruídos pensam que são sábios e não dão ouvidos aos conselhos de Deus, pondo-os de lado, supondo que sabem por si mesmos; portanto, a sua sabedoria é insensatez e não lhes traz proveito. E eles perecerão.

29 Mas é bom ser instruído, quando se  ouvidos aos conselhos de Deus.”

(2 Néfi 9:28-29)

  1. Educação Celestial

A mais brilhante, abrange a luz do sol, da lua e das estrelas. A melhor forma de educação, aperfeiçoamento por meio do Salvador Jesus cristo.

A eles todas as coisas serão dadas porque vencerão todas as coisas”

(D&C 76:51-60)

Objetivo: Tornarmo-nos como Deus é.

“ Mas antes de buscardes riquezas, buscai o reino de Deus.

19 E depois de haverdes obtido uma esperança em Cristo, conseguireis riquezas, se as procurardes; e procurá-las-eis com o fito de praticar o bem — de vestir os nus e alimentar os famintos e libertar os cativos e confortar os doentes e aflitos.”

(Jacó 2:18-19)

Método: Pregar a Cristo para que nossos filhos saibam em que fonte procurar a remissão de seus pecados (2 Néfi 25:26)

– Buscar a Cristo: Modelo para os professores= amor; modelo para os alunos = humildes e ensináveis.

– Prática de Ensino

– Apresentação de perguntas

– Deixar com que se preparem e realizem apresentações todas as semanas e os pais as realizam quinzenalmente.

Processo de ensino: Abrange a Educação terrestrial e telestial, trata-se da plenitude do conhecimento, luz recebendo mais luz. Todas as coisas são espirituais (D&C 50:24).

Resultados:

Serviços prestados ao invés de simples recebimento por trabalhos realizados;

Humildade ao invés de orgulho;

Cooperação ao invés de competição;

Caridade ao invés de lucro;

Compaixão ao invés de julgamento;

Fé ao invés de medo;

Responsabilidade: Do indivíduo

Stone ainda divide o processo de aprendizagem para uma Educação Celestial em estágios :

Estágios da Educação Celestial:

  1. Idade de livre responsabilidade (de 0 a 8 anos)

Objetivo: Construir um firme alicerce.

  1. Idade do Espírito (9-12 anos)

Objetivo: Acrescentar ao firme alicerce a fluência espiritual. O Espírito santo vale mais do que ouro.

  1. Idade crítica: ( de 12 a 19 anos)

Objetivo: Missões específicas recebidas do Senhor. Joseph estava nesse estágio quando recebeu de Deus sua missão.

  1. Idade da Luz de Cristo (de 19 – toda a fase adulta)

Objetivo: Receber o segundo Consolador.

Podemos aprender muito sobre nossa responsabilidade de ensino ao ponderarmos os estudos e realizações dessa mãe em Sião preocupada em desenvolver o potencial de seus filhos ao máximo, à luz do evangelho.

Muitas vezes ouvimos de pais a seguinte frase “eu crio meus filhos para o mundo”. Essa ideia não vem do Senhor e aqueles que acreditam que as famílias podem ser eternas não podem concordar com tal afirmação. Sabemos que todos os que creem no Senhor podem com segurança esperar por um mundo melhor (Eter 12:4) e os filhos nos foram confiados para que possamos ajudá-los a vencer esse mundo, assim como o Salvador fez. Não vieram para se encaixar no mundo, mas para transformá-lo. Que possamos também buscar para nós e nossa família uma Educação Celestial.

Referências:

(D&C 88:118)

Sermon, September 20, 1857; see The Messenger, July 1953.)

(D&C 76:82)

(D&C 105:3-4)

2Néfi 9:28-29

(D&C 76:51-60)

(Jacó 2:18-19)

(2 Néfi 25:26)

(D&C 50:24).

A Celestial Education – a seminar by Michelle Stone on youtube:https://www.youtube.com/watch?v=nocNwBGTjT8

http://www.keystoneed.com

https://ldshe.org/presenter/michelle-brady-stone

Siga-me!

Isabel Almeida

Pedagoga graduada pela Unicamp e professora de Inglês. Casada há 15 anos, é mãe de uma linda garotinha. Gosta de escrever, traduzir e pesquisar a história da família. Acredita que o lar pode ser como o céu. É membro da Estaca Americana – SP.
Siga-me!

Últimos posts por Isabel Almeida (exibir todos)