Por Casey Paul Griffiths, Susan Easton Black, e Mary Jane Woodger, adaptado de “O Que Você Não Sabe Sobre os 100 Eventos Mais Importantes da História da Igreja”, Makes You Think, traduzido por José Eduardo Marcondes.

Quer você seja um amante da história ou simplesmente um curioso, você provavelmente já tem muito conhecimento sobre os eventos importantes na história da Igreja. Mas não importa o quanto você pensa que sabe, há um surpreendente número de fatos fascinantes que você pode ter deixado passar. Aqui está uma interessante história de quando o templo de St. George foi dedicado.

“Deixe o Diabo Rugir”

Em abril de 1874, muitos trabalhadores em St. George estavam erguendo as paredes de arenito vermelho do templo naquela cidade. Outros estavam trabalhando no salão batismal no subsolo e nos bois que dão suporte à fonte batismal. Apesar do progresso ser evidente a todo o instante, George A. Smith disse sobre Brigham Young, “Vocês não conseguem ter uma ideia… de como ele está ansioso para completar este templo. Ele sente que está ficando velho, e pode não aguentar muito tempo, e ele tem chaves que ele quer conceder aqui no templo”.

Quando tudo estava pronto para os serviços de dedicação, o Presidente George Q. Cannon e outros líderes da Igreja viajaram até St. George para a ocasião. Ao ver o templo, o Presidente Cannon escreveu, “Quando nós vimos, o templo chamava a atenção com um alívio marcante e fazia um forte contraste com as negras e vermelhas montanhas que rodeavam o pequeno vale no qual St. George ficava… O templo causava excitação e emoções peculiares em todos os grupos que testemunhavam aquele templo erguido ao Mais Alto Deus.”

Uma dedicação privada ocorreu em 1 de janeiro de 1877, para partes do templo. Naquele dia o presidente do templo e apóstolo Wilford Woodruff escreveu, “Este é um dia muito importante para a Igreja e o Reino de Deus na Terra”.

Quando Brigham Young caminhou até o púlpito para falar aos que estavam reunidos, “a casa parecia repleta pelo Espírito Santo e a face do Presidente reluzia com a luz do Espírito Santo”.

Ele perguntou se aqueles que estavam lá pensavam que ele estava satisfeito com o templo. Ele então disse, “Eu não estarei nem meio satisfeito, até que eu tiver limpado essa terra dos demônios” e bateu sua bengala de nogueira bem forte no púlpito de pinho.

Depois da cerimônia, os Santos começaram a deixar o templo mas foram interrompidos quando o Presidente Young advertiu, “Sentem-se, se acalmem e deixem o diabo rugir”. Quando por fim todos deixaram o templo, eles descobriram que suas carroças tinham sido remexidas e as árvores se agitavam em uma terrível ventania.

Para saber mais sobre eventos bem conhecidos ou pouco conhecidos da história da Igreja, verifique O Que Você Não Sabe Sobre os 100 Eventos Mais Importantes da História da Igreja, disponível nas lojas Deseret Book e em deseretbook.com

Siga-me!

Eduardo Marcondes

É jornalista há 20 anos, com ênfase na atuação em Rádio e Televisão. Foi repórter, editor e apresentador, com passagens por praticamente todas as emissoras com sede na capital paulista, entre elas o Grupo Bandeirantes e o SBT. Atualmente faz trabalhos de textos em parceria com alguns empresários e escreve regularmente na internet há pouco mais de ano.
Siga-me!