O Coro do Tabernáculo fará um importante concerto nessa quinta e sexta-feira, respectivamente dias 22 e 23 de Março, sob a regência de Mack Wilberg. No dia 23 às 19 horas da noite, horário de Salt Lake City (22h00 Horário de Brasília) será realizado uma transmissão via internet, do oratório Messias, de George Friederich Handel. Abaixo segue os links onde estará disponível a transmissão.

  • org/messiah
  • com/MormonTabChoir
  • com/mormontabernaclechoir
  • org;
  • org.
  • com/MormonMessagesPOR

Programa pode ser visualizado neste link:

https://www.mormontabernaclechoir.org/content/dam/motab/2018/messiah-2018-assets/PD60004841_000_Program2%20FINAL%2001-29-18.pdf

E se quiser acompanhar com as partituras, uma edição livre está disponível:

http://ks.imslp.info/files/imglnks/usimg/c/cc/IMSLP162690-SIBLEY1802.17529.6eef-39087018850539score.pdf

Para aprender a cantar o coro 44 “Aleluia”:

https://www.mormontabernaclechoir.org/messiah/learn-the-hallelujah-chorus-parts.html

Para mais informações, curiosidades, gravações e os solistas que se farão presentes, acesse:

https://www.mormontabernaclechoir.org/messiah.html

Entendendo o Messias

Você já deve ter ouvido ou cantarolado aquele famoso ALELUIA, saiba que ele faz parte uma grande obra orquestral e coral, para ser mais preciso, CORO Nº 44 do Oratório.

Oratório é um gênero musical desenvolvido no período Barroco, de conteúdo narrativo com árias e recitativos, coro e orquestra; semelhante à ópera, mas sem encenação. Neste oratório ele apresenta três partes distintas sobre Jesus Cristo:

1ª Parte – Apresenta a profecia e o nascimento de Jesus Cristo

2ª Parte – Relata episódios da Paixão, culminando no coral “Aleluia”

3ª Parte – Descreve o tema da Redenção

O Messias é uma obra famosa, composta por George Friederich Handel e estreado em Dublin no ano de 1742, a convite do Lord Lieutenant da Irlanda para ajudar a angariar dinheiro para três instituições de caridade de Dublin através de apresentações musicais. Ela tem uma grande repercussão mundial, e é frequentemente executada por coros e orquestras renomados. Embora a composição fosse concebida para o período da Páscoa, com certa frequência o coro “Aleluia” é executado no natal.

Uma curiosidade ao ver os vídeos do Coro do Tabernáculo interpretando o “Aleluia” é que o público nos concertos no Centro de Conferências ou no Tabernáculo se coloca de pé ao ouvir os primeiros compassos da Obra. Há um mito, que na primeira apresentação do Messias em Londres, o Rei ficou maravilhado com a beleza da obra que se levantou em pé, e é claro, o povo ao ver seu Rei de pé, assim também o fez. Hoje acaba por ser uma tradição ficar em pé ao som do Coro 44.

Faço meus elogios aqui, ao Coro do Tabernáculo, por sua repercussão mundial e pelo nível profissional. O Coro do Tabernáculo, me arrisco aqui em afirmar, é o melhor coro do mundo. Não pela quantidade de cantores, mas pelo alto grau de qualidade, sofisticação e precisão em repertório digno de serem comparados as grandes orquestras e coros espalhados pelo mundo e por ter um concerto semanal, mesmo que por 30 minutos, no Música e Palavra Proferida, o programa mais antigo transmitido no mundo. Aos que pouco conhecem sobre o Coro, faço uma gentil afirmação, que ele é um coro profissional, embora voluntários. Executar o oratório do Messias é de extrema dificuldade e peculiaridades. Exige-se muita técnica dos cantores para se executar com precisão as ornamentações e especificidades da música barroca.

Fica aqui meu convite a apreciar esta magnífica e inspiradora obra de Handel.

Siga-me!

Eduardo Trierveiler

Missionário retornado, casado e músico profissional, é Bacharel em Regência Coral-UFRGS, Regente, Compositor e Arranjador.
Siga-me!

Últimos posts por Eduardo Trierveiler (exibir todos)