SALT LAKE CITY — Sua Excelência Reverendíssima Joseph Kurtz, visitando Salt Lake City a convite d’A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, afirma que as duas crenças “estão juntas em assuntos que são bons para os Estados Unidos”.

O presidente da Conferência de Bispos católicos dos Estados Unidos e arcebispo de Louisville, Kentucky, afirmou que promover “o dom da família” e “salvaguardar a liberdade religiosa” são exemplos de dois assuntos em que as duas crenças estão alinhadas.

“Desde a fundação de nossa nação, vozes de fé e pessoas de fé têm tido a oportunidade de realmente contribuir para o bem comum sem impor-se aos outros. Este tem sido o grande dom, acho eu, dos Estados Unidos da América”, disse o Arcebispo Kurtz em uma entrevista quarta-feira.

Ele declarou que tem sentido um respeito mútuo com os líderes da Igreja SUD e desenvolvido uma amizade com Élder Dallin H. Oaks, do Quórum dos Doze Apóstolos, com o qual participou de um painel de debate na Universidade de Notre Dame em 2012.

“Tem havido grande respeito mútuo. Sou grato por isso e tem sido fácil ter respeito porque as pessoas que tenho conhecido na liderança são indivíduos realmente maravilhosos, pessoas que obviamente possuem grande talento, liderança e desejo de seguir os dons do espírito Santo”, disse ele.

O Arcebispo reuniu-se com o Quórum dos Doze Apóstolos, a Presidência dos Setenta e o Bispado Presidente, para debater Liberdade religiosa e outras experiências e áreas de interesse comum nas quais temos atuado juntos.

O Arcebispo Kurtz, designado como o quarto Arcebispo de Louisville em 2007, serviu como bispo de Knoxville, Tennessee. Foi também um pároco e dirigiu organizações de caridade católicas por “duas dúzias de anos”.

Embora cada uma daquelas experiências tenha influenciado sua abordagem de seu serviço a Jesus Cristo, ser parte de uma família foi o que mais o influenciou, disse ele.

“Venho de uma família abençoada. Somos originários da região carvoeira no nordeste da Pensilvânia. Minhas três irmãs mais velhas e eu tínhamos um irmão mais velho com síndrome de Down. Tive o privilégio de ser o guardião dele por seus últimos 12 dias de vida. Enquanto eu dirigia as organizações de caridade católica, servia como pastor e depois em meu primeiro ano como bispo, meu irmão Georgie e eu vivemos juntos. Acho que isso teve uma grande influência. Se eu tivesse que falar sobre uma prioridade, provavelmente seria o cuidado pastoral”, afirmou o arcebispo.

A visita dele a Utah acontece quando a Diocese de Salt Lake City aguarda a designação de um novo bispo católico para suceder o bispo John C. Wester, designado Arcebispo de Santa Fé dia 27 de abril de 2015.

“Não tenho bola de cristal para saber quem poderá ser designado como próximo bispo da Diocese de Salt Lake City nem quando isso vai ocorrer. Eu diria que esse tempo de espera não é incomum. Quando fui designado em 2007 arcebispo de Louisville, haviam se passado onze meses e foi considerada uma transição rápida. Assim, acho que com todas as consultas que ocorrem, essas coisas sempre levam tempo”, disse ele.

Um fator pode ter sido a recente indicação pelo Papa Francisco de um novo núncio apostólico para os Estados Unidos pelo Papa Francisco, o Arcebispo Christophe Pierre.

“O novo núncio ainda não chegou aos Estados Unidos, embora tenhamos nos comunicado por escrito. Minha esperança é de que ele chegue a tempo para nossa reunião plenária dos bispos em Junho. The new nuncio, while he and I have communicated in writing, he has not yet arrived in the United States. My hope would be that he would arrive in time for our plenary meeting of the bishops in June. Isso poderia levar a um pouco de atraso, declarou o Arcebispo Kurtz.

Enquanto isso, Monsenhor Colin F. Bircumshaw tem servido como administrador eleito da diocese de Salt Lake.

“Não há, na verdade, um lapso em termos do cuidado pastoral oferecido, mas obviamente sabemos que as pessoas estão ansiosas para dar boas-vindas ao bispo, e sentimo-nos gratos por isso. Um bispo é uma fonte de unidade, também. Alguém disse certa vez que quando um papa é eleito, antes que digam quem ele é, eles dizem “’Habemus Papam,’ ou ‘temos um Papa’. O simples fato de haver um bispo ou haver um Papa é uma fonte de unidade,” disse ele.

O Papa Francisco acabou de completar seu terceiro ano à frente da Igreja Católica Romana, disse o Arcebispo Kurtz, expressando gratidão pela liderança dele.

“Como resultado dos dois sínodos que tivemos sobre a família, em 2014 e 2015, nosso santo Padre Papa Francisco acabou de expedir uma exortação apostólica, Amoris Laetitia, a Alegria do Amor em família. Ele disse especificamente no início: ‘Leiam isto devagar e com paciência porque é muito complexo’.

“É um belo documento. Ele passa dois capítulos falando a respeito das várias qualidades que devem existir em um casal e na família, tiradas de 1 Coríntios, capítulo 13, da primeira epístola de Paulo aos coríntios. Naquele ensinamento, ele provê uma linda e calorosa expressão do que é não somente verdadeiro, mas também bonito no casamento e na vida familiar”.

Citando um papa anterior, São João Paulo II, o Arcebispo Kurtz disse: “O futuro da sociedade passa pela família, e este é um assunto relevante para nós. Não separamos a família da sociedade. Na verdade, vemos a família como a unidade básica da sociedade. E também vemos a família como uma unidade básica de nossa igreja.

O Papa Francisco definiu a igreja como uma família de famílias, o que eu acho ser uma linda maneira de falar sobre o quão importante é a vida familiar”.

Por Marjorie Cortez, do ‘Deseret News’

Publicado em 4 de maio de 2016.

Mario Silva

Mario Silva serviu na Missão Brasil São Paulo Norte de 1978 a 1980 e como missionário de serviço do Departamento de Tradução em Salt Lake City de 2000 a 2003. Desde 1994, serve como tradutor e intérprete, emprestando a voz a diversas Autoridades Gerais. É Assessor de Área de História da Família e trabalha como Gerente de Relacionamento do FamilySearch para o Brasil. Possui Mestrado em Administração de Empresas pela Universidade Brigham Young. É casado e tem dois filhos e três netos.