Pela primeira vez desde a década de 1950, a BYU está oferecendo bebidas cafeinadas ou de Cola.

No site da BYU, Dean Wright, diretor de Serviços de Lanches, respondeu algumas perguntas sobre a decisão da BYU de começar a vender bebidas com cafeína, que já estão disponíveis em máquinas de venda automática. O equipamento levará mais tempo para mudar, mas as bebidas com cafeína serão adicionadas em breve.

Wright diz: “O vice-presidente administrativo tem apoiado e manteve o Conselho do Presidente informado” sobre esta mudança.

Sobre os motivos dessa mudança, Wright diz: “Em meados da década de 1950, o diretor da BYU Food Services decidiu não vender refrigerantes com cafeína. Esta decisão continuou desde então. Até mais recentemente, a divisão responsável pela alimentação raramente recebeu pedidos de refrigerante com cafeína ou cola. As preferências do consumidor mudaram claramente e os pedidos se tornaram muito mais freqüentes … Nós nos esforçamos para oferecer uma variedade de escolhas alimentares e incentivamos nossos clientes a fazer escolhas saudáveis​”.

BYU agora se junta ao LDS Business College e ao Joseph Smith Memorial Building ao oferecer bebidas com cafeína ou cola. Entretanto a BYU-Idaho não vai começar a vendê-los agora, disse um porta-voz.

Há quase um ano, o presidente Dieter F. Uchtdorf, segundo conselheiro da Primeira Presidência da Igreja, pareceu referir-se a beber refrigerante de cola durante um discursos na Conferência Geral da Igreja. Ele descreveu as longas horas que ele passou aprendendo a usar um computador pessoal para o trabalho da igreja depois de seu chamado como Setenta Autoridade Geral em 1994.

“Demorou muito tempo, repetição, paciência”, disse ele. “Nenhuma pequena quantidade de esperança e fé, muita tranquilidade da minha esposa e muitos litros de um refrigerante dietético que permanecerá sem nome”.

É possível que o refrigerante de cola do presidente Uchtdorf ainda não esteja disponível na BYU. O contrato de refrigerante da universidade é com a Coca-Cola, o que significa que não há produtos da Pepsi.

“Seria uma violação desse contrato permitir que outros passem ao campus e vendam produtos concorrentes”, disse Wright.

O Departamento de Serviços de Alimentação também não venderão bebidas de cafeína energéticos.

O anúncio inspirou naturalmente respostas divertidas nas mídias sociais.

“Como isso aconteceu no ano em que eu deixei Provo?” Shannon Kenedy escreveu.

A conta do Facebook da BYU respondeu com duas palavras, “Grad school”, e adicionou um link para programas de pós-graduação da universidade.

Sarah Grotenhuis observou que a BYU deve ter sabido que quinta-feira foi seu aniversário.

“De nada, Sarah”, respondeu BYU. “Que o resto do seu dia seja igualmente especial e mágico”.

No Twitter, Chris Oviatt perguntou sobre as latas e garrafas de Coca-Cola vendidas no campus. “Os rótulos serão azuis em vez de vermelho? Pedindo um amigo no norte”.

A conta do Twitter da BYU respondeu com um emoji rindo.

Wright disse que a decisão não foi financeiramente motivada.

Murilo Vicente L. Ribeiro
Siga-me!

Murilo Vicente L. Ribeiro

Murilo Vicente Leite Ribeiro é blogueiro desde 2004. Tecnólogo na Área de Transito e Transportes, é graduando em Pedagogia e tem especialização em Direito Público e Privado. Criador do blog Murilovisck, ficou em segundo lugar no top blog Brasil 2012. Hoje tem uma parceria com o pro. Carlos Wizard Martins para direção do site OsMormons.com. Casado, tem dois filhos e trabalha na área de licitações públicas. É Presidente da Estaca Goiânia Brasil Sul.
Murilo Vicente L. Ribeiro
Siga-me!