Muita gente não está procurando uma igreja verdadeira, eles estão procurando uma boa igreja. Eles querem fazer parte de uma organização que é fundamentalmente sólida e torna seus membros e o mundo em torno deles melhor.

Eu não estou tentando dizer que a Igreja seja totalmente perfeita em todos os aspectos. Mas algumas pessoas, muitas vezes ficam presas enfocando suas pequenas falhas e suas afirmações de verdade, que muitas vezes não percebem que excelente organização a Igreja é. Aqui estão 21 razões pelas quais somos afortunados em ser membros da Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias (mórmons).

1) Cuida dos seus

A Igreja faz o bem por aqueles que são membros. Através de ofertas de jejum, armazéns de bispos e serviços de emprego, juntamente com conselhos de ala e mestres familiares para garantir que ninguém escorregue pelas rachaduras, a Igreja é extremamente eficiente em cuidar de seus próprios membros.

2) Faz o Bem na Comunidade

A Igreja e suas alas servem regularmente ao nível da comunidade. Quer se trate de participar de projetos de serviços locais, de trabalhar em bancos de alimentos locais ou de se organizar o novo site JustServe.org. Os Santos dos Últimos Dias esforçam-se para tornar melhor o lugar onde moram.

3) Faz o bem ao redor do mundo

A igreja não está focalizada só localmente, mas mantém sua perspectiva em todo o mundo. Eles são regularmente elogiados por sua rápida resposta aos desastres. A iniciativa de água limpa da Igreja ajudou mais de quatro milhões de pessoas na África. A própria Igreja está realmente presente em mais de 137 países fazendo o bem em suas comunidades.

4) Tem segurança a longo prazo

Se você está procurando uma organização para fazer o bem, você provavelmente está procurando uma que estará ao seu lado em uma longa jornada.

Através de seus sábios investimentos, a Igreja de Jesus Cristo está entre as instituições mais seguras financeiramente na Terra. Você pode ter certeza de que seus esforços lá terão uma ondulação de longo prazo.

5) É um voluntariado altamente eficiente

Quando eu dôo para a maioria das organizações, eu gosto de saber que pouco dinheiro vai para despesas gerais. Por causa do ministério não remunerado da igreja e das infra-estruturas compradas e pagas, a Igreja é incrivelmente eficiente com seus recursos e oferece muito trabalho voluntário com seu dinheiro. Você dificilmente pode fazer melhor!

6) Responde bem à crítica

A Igreja pede a cada membro para apoiar sua liderança a cada seis meses. E quem discorda é convidado a falar com seus líderes.

A Igreja também responde bem à crítica externa. Enquanto a Igreja é freqüentemente objeto de zombaria, a resposta é quase sempre de bom humor.

7) Está aberta à verdade

Se houver qualquer coisa virtuosa, amável, de boa fama ou louvável, nós a procuraremos. A Igreja não só admite, mas publica documentos e ensaios que abrem dúvidas sobre suas reivindicações de verdade. Como o pai de Henry B. Eyring disse-lhe, “na igreja, você não tem que acreditar em qualquer coisa que não é verdadeira.”

8) Não muda para se adequar com o mundo

Muitas organizações estão constantemente preocupadas com a tentativa de acompanhar os tempos e muitas vezes estão adotando qualquer que seja a tendência.
A Igreja, por outro lado, muda ao mesmo tempo e em conjunto. Isso proporciona ambos os benefícios de não adotar cada tendência, mas também enfrentando os desafios do nosso tempo.

9) Tem coragem moral

Pode ser difícil defender posições profundamente impopulares simplesmente porque elas estão corretas. Mas a Igreja regularmente o faz. Em questões de castidade, álcool, refugiados, abuso infantil e matrimonial e pornografia, a Igreja tem liderado a acusação moral, enquanto outros debatem e lutam pelo que é certo.

10) Fisicamente mais saudáveis

Os membros da Igreja estão fisicamente mais saudáveis. Aumento da expectativa de vida, menores taxas de câncer, taxa mais baixas de doenças cardíacas são apenas algumas das muitas vantagens de saúde que ensinamentos SUD podem trazer para seus membros.

11) Mentalmente mais saudáveis

Enquanto alguns sugerem o contrário, a pesquisa mostra que os Santos dos Últimos Dias também têm vantagens em saúde mental. Ambos os homens e mulheres mórmons são menos propensos a estar deprimidos do que os americanos em geral.

Os adolescentes mórmons são mais otimistas e menos propensos a cometer suicídio. E, em geral, quanto mais ativo estiver na igreja SUD, mais sentido encontrará em sua vida.

12) Mais Educação

Os Santos dos Últimos Dias têm uma rica teologia em torno da educação, três universidades de classe mundial e muitas iniciativas para aumentar a educação em todo o mundo.

E ao contrário de praticamente todos os outros demográficos, Santos dos Últimos Dias que são mais comprometidos com a Igreja são mais educados.

13) Auto-suficiente

Embora a Igreja seja fantástica para ajudar os membros que dela necessitam (ver ponto 1), os ensinamentos da Igreja também ajudam mais membros a serem auto-suficientes.

Mórmons são menos propensos a estar em faixas de renda mais baixas, e muito mais prováveis de ser classe média.

14) Preparada para emergências

Não são apenas membros auto-suficientes no dia-a-dia, mas eles estão mais preparados para quando vier o pior. A igreja institucional faz isso com sua estabilidade financeira, mas os membros individuais também são mais propensos a economizar para um dia chuvoso, ter suprimentos de emergência e armazenamento de alimentos.

15) Ligada a seus antepassados

Os Santos dos Últimos Dias estão muito mais conectados aos seus antepassados. Enquanto isso é para executar rituais religiosamente significativos, tem impressionantes efeitos secundários.

Conhecer sua história familiar ajuda as crianças a moderar os efeitos do estresse e aumenta sua autoconfiança entre outros benefícios.

16) Fornece histórias incríveis

Histórias são o alicerce de uma cultura. E os Mórmons têm grandes histórias. Eles continuam a contar as histórias bíblicas e a preservar a tradição dos primeiros pioneiros cristãos. Em seguida, adicionam as histórias do Livro de Mórmon e pioneiros do século XIX.

Além disso, cada nova geração de profetas traz um novo lote de histórias atualizadas de vida justa.

17) Vem de muitas culturas diferentes

A Igreja SUD está crescendo. Enquanto muitos grupos religiosos vêm de um fundo religioso semelhante, quase toda a congregação Mórmon terá muitos convertidos que vêm de muitas religiões, raças, habilidades e países diferentes.

Tanto o número de mórmons quanto o número de congregações Mórmon estão crescendo rapidamente, e quase todos os Santos dos Últimos Dias conhecem muitos conversos em sua congregação local.

18) São felizes

Os membros de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias estão felizes. Os santos dos últimos dias são as pessoas mais felizes em todo o país, e isso não é apenas auto-relato. A pesquisa Gallup mediu a felicidade em seis índices de bem-estar.

19) Promove comportamentos pró-sociais

Quando os psicólogos da Universidade da Pensilvânia quiseram descobrir por que os mórmons se apresentavam tão bem em métricas de bem-estar, descobriram como estamos conectados a outras pessoas.

Enquanto muitas pessoas estão se tornando cada vez mais individualistas, os pesquisadores descobriram dez crenças e práticas dos Santos dos Últimos Dias que os tornam mais empáticos e preocupados com aqueles ao seu redor.

20) Cria Conexão Social

Isto combina bem com o ponto 18. A Igreja cria uma comunidade local e uma comunidade mundial.

Nas alas e nas filiais locais, as conexões são feitas com os sociais e os auxiliares. O ensino doméstico e visitante significa que até os mais vulneráveis estão conectados ao corpo de Cristo.

21) Oferece Suporte Familiar

Os mórmons são bem conhecidos por sua ênfase na família. Mas a Igreja coloca seu trabalho onde está sua teologia. Os jovens são ensinados desde o momento que eles são três.

Não só eles aprendem lições de moral, eles desenvolvem seus talentos, escrita, fala e habilidades de planejamento. Eles são ensinados tanto durante aulas de domingo e crescem com programas como dos escoteiros e atividades juvenis.

À medida que discutimos a Igreja e ponderamos seu valor, vamos ter em mente quão valiosa é como uma organização.

Tradução e adaptação por Denislene Ribeiro de https://mormonhub.com/blog/faith/defending-the-faith/it-doesnt-matter-mormon-church-is-true/

Siga-me!

Denislene Ribeiro

Denislene Ribeiro, 24 anos, nasceu e cresceu em Goiás. Serviu uma missão de tempo integral em São Paulo e trabalha como professora de inglês.
Siga-me!