Para que a família esteja realmente bem estruturada e fortalecida, várias necessidades têm de ser atendidas e pensadas antecipadamente. Os membros da família têm necessidades específicas, e a família como um todo também.

É claro que, quando o estômago ronca, fica difícil ter harmonia dentro da casa. As crianças choram, a esposa briga com o marido e assim por diante.
Um velho ditado popular diz: “É melhor prevenir do que remediar”. Partindo desse princípio, se uma família conseguir ter estabilidade em oito áreas distintas, vai se tornar autossuficiente e assim vai estar preparada para passar pelas dificuldades da vida mais tranquilamente.

No manual Prover a Maneira do Senhor nos ensina que 06 áreas são importantes e as família precisam estar preparadas.

Essas áreas são:

Administração de recursos.
Emprego.
Educação.
Saúde.
Armazenamento Doméstico.
Social – Emocional e Espiritual

Se a família conseguir uma estabilidade em cada uma dessas áreas distintas, com certeza vai deixar de ter muita dor de cabeça, evitando o estresse, desentendimentos e sofrimentos pelo desenrolar da vida.

Hoje, vamos tratar sobre a ADMINISTRAÇÃO DE RECURSOS, porque não adianta nada ganhar muito e gastar mais ainda. Em futuros artigos, vamos conhecer um pouco mais sobre cada uma das áreas descritas acima.

Administração de Recursos

Devemos ser sábios e tomar decisões acertadas na administração e reabastecimento dos recursos que possuímos. Para se tornarem autossuficientes na administração de recursos é necessário:

1. Evitar dívidas desnecessárias.

2. Fazer economias para o futuro e cumprir com todas as obrigações assumidas.

3. Usar seus recursos sabiamente, incluindo seu tempo, evitando desperdiçá-lo.

4. Devem servir aos outros, repartindo com eles seu tempo, talentos e recursos.

5. Ensinar aos membros da família a importância de trabalhar e ganhar dinheiro.

6. Ensinar a economizar com um propósito, uma bicicleta, um vestido, um enxoval, etc.

7. A unidade familiar deve fazer economia juntos, com propósito, para emergências, entre outras coisas.

10. Ensinar que a contribuição de cada um trará o bem-estar de todos.

11. Ensinar que o pagamento imediato das obrigações financeiras é parte da integridade e honradez.

12. Aprender a controlar o dinheiro antes que ele controle você.

13. Aprender autodisciplina e autocontrole em relação ao dinheiro.

14. Não gastar por impulsos.

15. Adquirir habilidades em negociações, entre outras.

16. Evitar pagamentos de juros.

17. Evitar comprar a crédito ou em grandes prestações.

18. Aprender a investir o que sobra.

19. Dinheiro gasto para educação é dispêndio de maneira sábia.

20. Trabalhar com o objetivo de possuir sua casa própria. Isso é investimento, e não despesa.

Sugiro que cada família ou pessoa utilize um método para controlar o que ganha e gasta mensalmente, como, por exemplo, uma planilha de controle financeiro.

Márcio Patelli

Márcio Patelli é editor do blog Noticias Sud Brasil. Casado e pai de 4 filhos, é Diretor de Assuntos Públicos Multi Estacas no conselho de coordenação da Missão Brasil Juiz de Fora e serve também uma Missão de Serviço no Departamento de Assuntos Públicos da Área Brasil.